Blog do Maurício de Souza Lima

Categorias

Histórico

Calma, mamas crescidas em meninos adolescentes costumam sumir sozinhas

UOL Estilo

17/01/2018 04h00

ginecomastia em crianças

Crédito: iStock

É engraçado. Apesar de o problema ser comum, pouca gente comenta sobre o aumento das glândulas mamárias nos meninos adolescentes –ou ginecomastia puberal, no jargão médico. Ela pode ser um dos primeiros sinais da puberdade. Em geral, fica ali um botãozinho nos mamilos, pouco maior do que um grão de arroz. Mas os garotos, muitas vezes, o enxergam com lentes de aumento.

Com relativa frequência, a ginecomastia serve de estopim para distorções da imagem corporal nos jovens. Alguns poucos não ligam para o assunto, arrancam a camisa no futebol e ficam numa boa com a protuberância mamária. A maioria, porém, às vezes se recusa a ir para a praia ou para a piscina por esse motivo. Ou, chegando lá, nem quer tirar a camiseta na frente dos outros. Também é fato: certos meninos têm mesmo um crescimento mais acentuado das mamas. Nada anormal.

Mesmo assim, o que pesa é a imaginação: a ideia equivocada de que as mamas ficaram daquele jeito por um excesso de hormônio feminino. Já escutei adolescente falar que tinha medo de virar mulher. E também ouvi rapazes questionando a sua sexualidade por causa das mamas crescidas. Bobagem.

As mamas crescidas nos garotos são de fato o resultado de um desequilíbrio hormonal entre a testosterona e hormônios femininos, que também aparecem em doses ínfimas no organismo dos rapazes, mas nunca é nada problemático.  As substâncias costumam entrar depressa nos eixos. Quer saber a verdade? A ginecomastia, na maior parte dos casos, desaparece por si só depois de um ano, um ano e meio.

Claro, sempre vale a pena passar no médico. Não é normal haver, por exemplo, secreção de pus ou de sangue. Em casos assim, bem raros, pode ser até um tumor de mama — sim, ele pode ocorrer em homens durante a adolescência — que, por sua vez, pode aparecer associado a um tumor de testículo. Volto a dizer: é raro. Mas, por precaução, é bom fazer uma consulta para descartar essa hipótese e ficar tranquilo.

Nos casos em que as mamas persistem crescidas, se elas incomodarem demais o garoto, o médico poderá indicar uma cirurgia plástica. A operação é simples: o jovem dá entrada e sai do hospital no mesmíssimo dia. E, para aqueles que se sentem muito complexados com as mamas, é capaz de funcionar como uma injeção de autoconfiança.

Sobre o autor

Maurício de Souza Lima é hebiatra, ou seja, um clí­nico geral especializado na saúde de adolescentes. Doutor em Medicina pela Universidade de São Paulo, é autor do livro “Filhos Crescidos, Pais Enlouquecidos” (Editora Landscape), vencedor do Prêmio Jabuti em 2007.

Sobre o blog

Aqui, Maurí­cio de Souza Lima pretende abordar de maneira leve e objetiva todas as questões de saúde que podem preocupar ou despertar a curiosidade dos próprios adolescentes e dos seus pais. Aliás, prefere dizer que irá falar sobre a saúde da juventude, lembrando que oficialmente a adolescência começa aos 10 anos, mas em tempos modernos, na prática, pode se estender para bem mais de 21 anos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício de Souza Lima
Blog do Maurício de Souza Lima
Blog do Maurício de Souza Lima
Blog do Maurício de Souza Lima
Blog do Maurício de Souza Lima
Topo